Ministério da Saúde procura doadores de sangue na internet

FotoNovo aplicativo para Facebook cadastra voluntários. A ideia é que os participantes divulguem a iniciativa para os amigos

Para comemorar o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue nesta sexta-feira, dia 25, o Ministério da Saúde está promovendo um novo aplicativo no Facebook para cadastrar novos doadores. O aplicativo já está disponível na página do Ministério da Saúde na rede social.

A ideia é que o voluntário informe o seu tipo sanguíneo e comunique estar disponível para futuras doações. Os hemocentros terão acesso ao banco de dados e, quando precisarem de doadores, convocarão os voluntários com o tipo de sangue necessário naquele momento.

No banco de doadores, os usuários também poderão ver seus amigos classificados por tipo sanguíneo. A intenção é que o doador virtual convide o maior número de pessoas possíveis. “Temos que usar as redes sociais para mobilizar e engajar as pessoas”, afirma o coordenador geral da área de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Guilherme Genovez. "Precisamos fazer com que a idéia seja multiplicada e alcance o maior número de candidatos virtuais.”

No Brasil, 1,9% dos brasileiros doa sangue regularmente. O percentual é insuficiente para suprir a demanda no país. Hoje, são coletados 3,5 milhões de bolsas por ano. O ideal é chegar a 5,7 milhões. Segundo o Ministério da Saúde, se cada brasileiro fizesse doações duas vezes por ano, não faltaria sangue para transfusão no país.

Como doar sangue?
É necessário apresentar documento com foto, válido em todo território nacional; ter peso acima de 50 Kg; ter entre 18 e 67 anos. Adolescentes entre 16 anos e 17 anos podem ser doadores se houver consentimento formal do responsável legal

Recomendações
Nunca doe sangue em jejum;
Faça repouso mínimo de 6 horas na noite anterior à doação;
Não ingira bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores;
Evite fumar por pelo menos 2 horas antes da doação;
Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação;

Quem não pode doar
Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade;
Mulheres grávidas ou amamentando;
Usuários de drogas e pessoas que tiveram relacionamento sexual com parceiros eventuais sem uso de preservativos. Elas foram expostas a situações em que há o risco de contaminação pelo vírus da AIDS e da hepatite e pela bactéria causadora de sífilis

Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Saude-e-bem-estar/noticia/2011/11/ministerio-da-saude-procura-doadores


Rua Pinto Ribeiro, 205 - Centro - Barra Mansa, CEP 27310-420
Tel / Fax: (24) 3323-3021 | 3323-2941 | 3323-8879
contato@clicinavaleimagem.com

A Vale Imagem | Especialidade | Unidade da Mama | Clientes | Eventos | Convênios e Parceiros | Notícias e Artigos | Fale Conosco

2010 clinicavaleimagem.com - Todos os direitos reservados. Política de privacidade.